domingo, 15 de janeiro de 2017

Primeiro plantão do ano sendo e já começamos recebendo o carinho do Dr. Jaime. Isso não tem preço. Esse plantão promete!!

Na estação  rodoviária, digo, sala de espera, só havia três pessoas, o ônibus para Pirapama deveria ter passado há pouco tempo... bah!  A caminho da Pediatria, um encontro com o Nei, um doutor que estava fazendo um bico no hospital e, como sempre, nos ajudou em algumas intervenções no plantão.

No postinho, vimos que o nome do nosso "guerreiro" Miguel não estava no quadro, então perguntamos para as enfermeiras e elas nos informaram que ele foi para casa. Ficamos muito felizes pois desde outubro do ano passado estávamos  acompanhando sua recuperação.

O Eduardo saiu da UTI e o encontramos no quarto, alegre e forte .Para comprovar, Dra. Ciba Lena fez o teste do sopro da vaquinha e ele tirou nota  10,  muito melhor que as Dras. Risadinha e Mylú, uma não parava de rir e a outra não parava de lamber a vaquinha. Doutoras esquisitas essas... Além disso, ele conseguiu descobrir uma cárie na dentadura rosa da Dra. Cibalena. Eca, vá escovar direito esses dentes, Dra.

E essas doutoras foram desafiadas pelo Otávio. Desafio aceito. Modalidade? Bolas de sabão. E ele não é bobo nada, deu um show nas doutoras, fez pegava as bolinhas e as colocava em cima do vidro de fazer bolinha, consegue colocar uma bolinha dentro da outra... Puxa, por que não nos ensinaram isso em “Rárvarde”? Assim não teríamos perdido de maneira tão vergonhosa esse desafio. Bora procurar um curso de especialização. E uma terapia para nos tirar dessa frustração, né? hehehe

Pra finalizar com chave de ouro, o Gael teve a alta feita pela Dra. Mylú. Felizes da vida, terminamos assim nosso primeiro plantão de 2017 com a certeza de que esse vai ser um ano ímpar na nossa vida!!

Até o próximo plantão, turminha!












domingo, 8 de janeiro de 2017

Plantão de sábado... Deu onda!

Nada como o período de férias para reencontrar os amigos e matar a saudade das nossas juntas médicas. Afinal, atualizar é sempre bom, não é?!

Alguns Doutores da “velha guarda” da Patrulha da Alegria se reuniram e fizeram do plantão de 7 de janeiro uma verdadeira árvore!
- Dra. Ana Minesi: Presente!
- Dra. Chiquita Banana: Presente!
- Dra. Porpeta Puf: Presente!
- Dra. Sara Cutículas: Presente!
- Dr. Sorriso: Presente!
- Dr. Streptopurga: Presente!

Ufaaa... Quantos Doutores juntos! Muita alegria neste reencontro e muita magia em cada quarto visitado! Teve criança que fazia barulho quando estourava bolinha de sabão, cirurgias para riso frouxo, procedimento para liberação de língua presa e teve até candidatos a melhor bailarino do grupo da onda, acredita?!

Na maternidade, muito carinho para as mamães e acompanhantes que esperavam ansiosos pelos seus bebês! Haja melancia para estas mamães!

Entre um quarto e outro, recepção ou corredor a alegria destes doutores se transformava em magia e amor além da certeza que juntos somos mais.... mais malucos, mais felizes, mais amigos, mais atrapalhados, enfim: MAIS AMOR: POR FAVOR!!

Obrigada aos amigos Patrulheiros, de coração, pelo sorriso do olhar em cada encontro!


Beijos Dra. Ana Minesi












terça-feira, 3 de janeiro de 2017


28 de dezembro, ritmo de Réveillon, dia de mais um plantão no Hospital, super, hiper, mega especial. Como assim? Isso mesmo que você está pensando, seis doutoras besteirologistas, Bitoka, Fokinha, Kaduca, Malu Kinha, Mylu Milambe e Rizadinha. Prá falar esse tantão de nome dá até para perder o fôlego. Exatamente como foi este dia, de “tirar o fôlego” de qualquer um. Por isso teve tanta gente com problema de expressão alta; não sei se foi devido ao calor ou por não tomarem seu Risotril diário.

Na recepção e sala de espera encontramos pessoas que não estavam passando bem, principalmente o Willian, mas a Dra Kaduca fez todos os procedimentos para que ele passasse direitinho. Aí o riso frouxo atacou geral, acredito que teve uma “epidemia”, a pior foi a Luciana, que ainda por cima teve que passar talquinho no”suvaco”, eita que o cheirinho tava daquele jeito...brincadeiras a parte, sabe o que aconteceu? Descobrimos que ela é a filha do Papai Noel, acho que por isso que estas doutoras não ganharam presente, bem feito suas destrambelhadas!

As doutoras assanhadas, foram se engraçar com tal de Heleno, mas quando descobriram que ele é de Pompéu, correram, tem base? A caminho da pediatria a Dra. Mylu Milambe conseguiu pegar um pacotinho e colocar na sua bolsa, a mãe disse que podia e o pai filmou tudinho... VIXE, acho que isso vai acabar em B.O..

Lá no postinho, as enfermeiras colocaram suas mensagens em forma de pombas, pertinho do crachá, acho que elas estavam com medo delas voarem. Essas mensagens foram espalhadas para todas as pessoas do hospital, para celebrar o novo ano que está chegando, mas como ele tá demorando!! Será que tá vindo montado em um jegue? kkkkkkk.

Na pediatria encontramos pacotinhos fofuchos e teve até uma princesa que fez comidinha para as doutoras, tava uma dilíçaaaa! Foi então que a Dra.Rizadinha e Kaduca também não passaram bem, mas a super princesinha Anna Cecília deu um jeito nisso rapidinho! Êta que ela é porreta!

IÔ IÔ IÔ IÔ chamada de emergência lá no 7°andar, uma cantora muito famosa Ângela Maria nos deu a honra de assistir ao seu show, teve coreografia e dancinha prá mais de metro. Apaixonante!!!

As doutoras queriam chamar o elevador, para buscá-las, mas sabe que este “trem” não chegava, apertava o botão subindo e ele descia, apertava descendo, ele subia, afff que tava tudo atrapalhado, o jeito era ir de es cada ria, ria ria até chegar lá embaixo. Vocês entenderam alguma coisa? Nem eu.

Os últimos pacientes a serem atendidos foram os internacionais lá de Bangladesh, as Dras.Kaduca e Rizadinha ficaram sendo as tradutoras instantâneas deles, enquanto as outras Dras. Fokinha, Malu Kinha e Mylu Milambe, apresentaram aquela dancinha, sabe? Aquela lá de Rarward, que elas ensaiaram tanto tempo. É claro que eles amaram. E tem como ser diferente?


E assim terminamos mais um plantão, em alta tensão, cheio de emoções... Até 2017 pessoal.

 
 



terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Quarta feira de alegria, dia quente, muito quente, nova estação do ano, genteeeeeee tá chegando o verão! Tá sentindo calor e o tocar das trombetas? São três doutoras muito animadas com o coração na mão. Han? Como assim? Já vou explicar...

Kaduca, Fokinha e Malu Kinha descobriram após junta médica, um novo instrumento revolucionário da medicina que é capaz de muitas revelações, um certo coraçãocóspio verde querendo amadurecer, detecta nas pessoas febrilhose (quando está com muito calor que chega até brilhar) e Cardiopatia Palhacêncica Compacta( uma espécie de ramificações de sentimentos e ações inexplicáveis que aparecem sem parar: amor, emoção, riso frouxo, cantoria, etc...).

Cada paciente foi atendido, observando-se todas essas considerações das doutoras, na sala de espera, nos acompanhantes e em quem passasse pela frente. Inclusive até na maternidade, durante o Pré Natal, a doutora Kaduca entrou em trabalho de parto mesmo, ela queria partir o coraçãoscópio no meio e assim ela disse: É hoje que parto tudoooo... kkkkkkk. Foi então que apareceram as meninas da Super Sipat, que com seus poderes camisa de força sossegaram a Dra.Kaduca. Definitivamente esse método deve ser mais estudado para ser aplicado devido ‘a sua alta periculosidade.

Na pediatria havia muitos pacotinhos e crianças lindas. Doutora Fokinha até estocou tanta belezura, vai que alguém precise?!

Espalhamos nosso sorriso Oral B, C, D, F, G, H, fizemos intervenções do vírus de amor e bolhas de sabão que encantaram nosso plantão!
Que venham mais plantões!

                                  “O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá.”
                                                                 MADRE TERESA DE CALCUTÁ









domingo, 11 de dezembro de 2016


“E o mês de Dezembro chegou”. Dezembro é sempre mágico e assim mesmo é que começa mais um plantão da Patrulha da Alegria.  Lá se vão animadíssimas nós, as Dras. Malu Kinha e Kaduca, distribuindo euforia e contagiando a todos com suas brincadeiras. Brincadeira ia, brincadeira vinha e a maior delas era a disputa de um tal de 13°que eu, a doutora Malu Kinha, tinha tirado do banco, Muitas notas de cem, duzentos,  trezentos, quinhentos, mil, reais... ops acho que tem algo estranho! E a Dra. Kaduca só tinha um tiquinho que ela tinha guardado dos anos passados. Tudo muito bom, mas, o combinado foi que este negócio (13°) ia ser utilizado para comprar alguns pacotinhos e crianças, já que as mamães sargentas nunca davam de graça, gratuito mesmo, sabe 0800, prá gente. 

Chegando à pediatria, havia muitos pacientes para serem avaliados. A doutora Kaduca, sempre com suas receitas mirabolantes, indicava bailado 3x ao dia e folia 24h por mês, principalmente para os papais e mamães que estavam por ali. 

Conhecemos a Gabrielle, com seus lindos olhos xenon de fábrica, o Gabriel, todo estiloso e sorridente, o Yuri, que queria nos dar sua mamadeira e a Thifany com H, que a Dra. Malu Kinha diagnosticou: o gatinho comeu a sua linguinha? Nada disso doutora, a verdade é que ela só queria ser uma palhacinha noel.  Vocês acham que a mamãe dela ficou de fora? Ahhh! Claro que não. 

E sabe aquela história do 13°? Pois é, o pessoal não estava precisando de dinheiro por aqui, pois não quiseram vender e nem negociar nem príncipes, nem princesas. O jeito é levar toda essa grana embora e tentar de novo o ano que vem. 

Plantão acabando, muita diversão e, eis que na saída do hospital um tantão de presentes para as Besteirologistas, ou será que não? Eita que mais uma confusão destas duas tan tans tão piradas. Cenas para o próximo capítulo.

Beijos e até lá!







segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Dia quente... Assim começou mais um dia de trabalho da dupla de nariz vermelho.

Na entrada do hospital, a Dra.Kaduca teve que ser atendida às pressas, de urgência mesmo, já que ela teve um ataque súbito de pressão aguda, por causa de um tal de  Rodrigo que estava demonstrando seus dotes dancísticos, coisa de outro mundo. Seguraaaa peão, ou melhor Seguraaa Dra. Peoa, anh? Seguraaa Dra.Kaduca. Que palhaçada é essa? Nem é a  hora do almoço...

Imediatamente as doutoras se dirigiram ao consultório colocando as fichas em ordem para realizarem os exames de rotina e também de falta de rotina.

Barulhinhos vindos da brinquedoteca chamaram a atenção das besteirologistas, que foram receitar para os baixinhos, muito cheiros, dengo, cafunés e carinho. Foram adicionadas ao receituário bolhinhas de sabão, vírus do amor e muitas vitaminas.  

A Maria Vitória dava muitas gargalhadas e nós queríamos morder essa baixinha de tanta fofura. Que isso gente? Claro que as mamães corujas não iam deixar né, ficavam só de butuca. Os pequeninos brincaram um tantão assim ó. Até nós né, doutora?

Por fim, estas doutoras arteiras, aprontaram tanto, mas tanto, que o dono do pedaço, o príncipe, trancou as duas na casinha encantada, estavam de castigo, no cantinho do pensamento: “bem feito” rsrsrsrs. Quase que não dá tempo de terminar as consultas. Eita que sufoco...

Já na saída, as doutoras passaram pela sala de espera e ensinaram a coreografia da dança dos famosos, aquela... isso, aquela do domingão do Faustão. Como sempre arrasaram...

Bom, plantão terminado é hora de ir para casa descansar.


Beijos e até o próximo.











quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Dia de plantão, dia de animação e lá se vão as dras. Fokinha e Kaduca. Ao se depararem com o Doutor na porta do hospital, elas tentaram ganhar o coração dele no charme. Será que ele se rendeu?

Logo após, a dra. Fokinha avistou duas moças super charmosas, estilosas, super pinks. Enquanto isso dra. Kaduca teve um lindo reencontro com o gogó de ouro, voz de locutor de rádio que no mês de junho havia feito uma declaração de amor pra ela.

Na pediatria os pacotinhos só dormiam ou tomavam o leitinho das mamães. As dras. cantavam canções de ninar, cantigas de roda e soltavam muitas bolhinhas de sabão.

No oitavo andar, dra. Kaduca foi pedida em casamento pelo senhor Domingos (porque não nos sábados?) que sugeriu que eles se casassem em cima de um cavalo bravo. Ele é tão romântico! Ao lado da cama dele, o senhor Geraldo enlouquecia as doutoras com suas piadas e pediu que a foto dele fosse tirada com ele deitado, porque assim ele se sentia mais bonito.

Gato late? Como assim? Já terminando o plantão as dras. encontraram com um "gato" que latia. Assim fica difícil de entender, portanto elas foram embora para repor as energias.


Até o próximo plantão!








sábado, 19 de novembro de 2016

Hoje tem palhaçada? Tem sim senhor!!!Quer dizer... Num era isso que eu queria falar! Mas era o quê mesmo que eu estava falando?Ops!!!

Duas doutoras completamente desmioladas (quer dizer, sem miolo), ficaram pedindo carona para irem ao plantão, já que o helicóptero da Dra. Kaduca estava sem óleo, ô Kaduca. Chegaram ao hospital encaloradas, pois ficaram rebolando num bambolê e dizendo para todo mundo, que aquele instrumento fazia criar mais equilíbrio. Não sei onde, pois elas são "tudo" desequilibradas. Mesmo assim tiveram muitas pessoas interessadas em saber mais sobre este método tão revolucionário da medicina. Já no postinho da pediatria, a Dra. Kaduca, passou horas e horas capacitando os enfermeiros, sobre essa abordagem inovadora. Foi um sucesso, a discussão. Então já era hora de partir para a experimentação, as consequências foram profundas, bem profundas mesmo, principalmente a risoterapia que se agravou muito, mas já era previsto, pois durante o curso clínico a anatomia patológica, foi toda estudada. 

Muito tranquilo na pediatria, alguns pacotinhos muito fofos, em destaque as princesinhas gêmeas Helenas e Cecília, que estavam arrasando o coraçãozinho do príncipe Enzo, os anjinhos mais amados por ali, principalmente pela vovó das meninas. 

De repente as Dras. receberam uma chamada de urgência e emergência lá no quinto andar. É que uma alemã com xênon de fábrica (olhos azuis) original precisava do tratamento de bambolear e injeções de cócegas e o mais top e chique é o nome dela Ulrike Listemaier, coração de ouro. 

E lá se foi mais um plantão, de muito trabalho, muitos antibióticos para conter o riso frouxo. Dia em que a mais bela mágica, reinou absoluta no hospital: o amor.

Até outro dia pessoal!



domingo, 16 de outubro de 2016

O dia nublado começou com jeitinho de chuva, pinguinhos mansos e, claro, mais um plantão.

É primavera e lá se vão as três Dras. Besteirologistas, distribuindo sorrisos, carinhos e flores por onde passam. Flores? Sim... Sim! Uma flor sempre desperta em nós os mais variados sentidos. Por isso começamos na recepção, trazendo toda esta beleza rara. 

Já na sala de espera, as Dras. não se contiveram e entregaram flores azuis, amarelas, brancas, coloridas... Inclusive, a Dra. Kaduca até emprestou seu telefone de último lançamento “Carro G” para um rapaz ligar e pedir mais. Foi então que apareceu a Dra. Bitoka, dizendo que era a flor que ele tinha pedido. Mas que confusão danada gente! 

No postinho não foi diferente. Muitas flores. Tinha até um novato na enfermaria, ele era o “bendito fruto entre as mulheres”, alguém conhece esta expressão? Que coisa esquisita! Não entendi nadinha disso aí, viu? Cada uma que aparece! Mas ali mesmo as Dras. recitaram a receita mais apropriada para aquele momento “Quando eu flor Quando tu flores. E ele flor. Nós flores seremos. E o mundo florescerá”. Todo mundo ficou contagiado com a recitação, afinal essas Dras. são porretas mesmo, treinaram por muito e muito tempo. 

Na pediatria tinha só um tiquinho de pacotinho, tomando banho de sol, a mamãe e a Sofia (flores mais lindas do nosso jardim) quiseram até tirar uma foto com a gente. 

Tudo muito tranquilo, plantão mais florido do mundo!

“Tem gente que é tão bonita por dentro que eu desconfio que come flor”.











segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Foi dada a largada para mais um plantão com muita alegria com as Dras. Ciba Lena e Bitoka.
E lá vão elas, rumo ao postinho, dançando, cantando e encantando a todos que encontravam pela frente e nos corredores do hospital. Já na pediatria estas Dras. muito alegres visitaram muitos pacotinhos e queriam até levá-los embora em suas maletas, mas eis que chegam as Super mamães poderosas e descobrem todas as artimanhas dessas Dras. Resumindo: o plano “faiou” mesmo, literalmente.


Mas, prosseguindo, um pacotinho príncipe estava aguardando a sua alta e iria reinar agora em seu palácio. Assim como nosso amigo lindo, um tal de Folgado, lembram dele? Ficamos muito felizes com esta notícia.
Continuando o caminho “pela estrada afora, eu vou bem”,... Ops quer dizer, ainda na pediatria, as Dras. seguiram para consultar duas princesas, a Sofia e a Geovana, e foi feito um tratamento longo de alegria, vitaminas doces de carinho prolongado, misturado com bolinhas do amor. Ah! E ainda assistimos o show do dançarino mais fofo da pediatria, que mostrou para as Dras. como é que a dança dos famosos.
Ufa!!!Que delícia de plantão. Mas ainda não acabou, fomos chamadas para uma emergência lá no 5°andar, para conter um riso frouxo, totalmente desregulado, só podia ser quem? A D. Maria, que é muito amiga das doutoras!
Já na saída, com quem encontramos? Ah não! Ah sim! Ele, aquele, o próprio... Tchan... O Doutor que arranca suspiros e extasia as Dras. kkkkkk

E nesta alegria termina mais um plantão. Até o próximo!