domingo, 19 de fevereiro de 2017

Sol, sol, sol e quatro doutoras, muito abestadas que são, partiram para o salão da transformação. Cada uma pintou o cabelo de uma cor, azul, laranja, rosa e ainda teve a doutora Paçoca mais corajosa, derramou foi todas as tintas, na cabeleira. Isso tudo para mais um plantão. Eita que tem doutora muito vaidosa por aqui. 


É um pássaro? É um avião? Não! Na verdade é um BONDE inteiro das Super maravilindas que partiram em direção ao hospital contagiando a todos com muita animação. Elas ainda não descobriram se estão no carnaval, na páscoa ou no natal! Mas tenho certeza que alguém ainda vai contar isso prá elas. 

Parece que esses “benditos” cabelos exalam muita energia! Por onde passavam iam deixando um tanto daquele colorido louco, mas que todo mundo queria um pouco. Até os pacotinhos abriram bem aqueles olhinhos assistindo tanta agitação. Encontramos até uma gatinha no corredor ou será que era uma oncinha? Só temos uma certeza: linda demais! 

Além de tudo isso, tinha tanto carinho envolvido, principalmente de um papaizinho que, todo orgulhoso, estava levando Cecília para casa, a princesa agora, irá reinar em seu palácio. Obaaaaa! 

Mas as doutoras ainda tinha muito trabalho pela frente, tantos exames a serem feitos, principalmente o de COLORÇÃOMETRIA que mede a quantidade de cores no coração das pessoas. Vocês sabem o que significa isso? Doutora Kaduca, Bitoka, Malu Kinha e Paçoca queriam era lambuzar todo mundo de tinta e assim misturados num tanto de cor, formariam uma aquarela só de amor!!!


“Vamos todos numa linda passarela. De uma aquarela que um dia enfim. descolorirá”. (Toquinho)






quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

ALALA ÔÔÔÔÔ MAS QUE CALÔR ÔÔÔÔÔ !!!
ABRAM ALAS QUE O BLOCO DO PARAFUSO SOLTO TA CHEGANDO AÍ GENTEEE !!!
 
Nesse sabadão mais ensolarado, o nosso Fuscalhaço passou nos buscando pra mais um plantão. Fizemos aquela algazarra com quem passava pela rua, ganhamos até uma garapa sabor suco de laranja!!! Acreditam??

Assim que todos foram recrutados, partimos para o Hospital Nossa Senhora das Graças com o Bloco mais bobo do país!!!

Todos estávamos fantasiado, a Dra. Tatá Garela e Dra. Lola Bolota vieram de gatinhas, Dr. Zéca Belinho de havaiana do Havaí (informação importantíssima, vai que era havaiana de outro lugar...), Dr. Pakito de cacique e o Dr. Girafales de pirata. Pronto, a festa estava montada!!!

A festa já começou na recepção, e os que ali estavam, entraram no clima vestindo máscaras e mostrando que têm muito samba no pé.

Ao chegar na pediatria, já demos de cara no primeiro quarto com o Rei Arthur, sentado no trono junto com sua mãe, que realmente tinha cara de Rainha. Adivinhem? todos nos ajoelhamos e os reverenciamos, afinal não é todo dia que se encontra a família real por aí né? Save the king!!

Pulando para o próximo quarto encontramos uma paraibana porreta, melhor amiga da cegonha, com 64 anos, estava lá bajulando seu décimo bisneto e explicando como foi criar 13 filhos e 19 netos. Todos nós ouvimos atentamente ela tentando explicar como arrumar um neném, mas achamos que ela não bate muito bem da cabeça, pois a gente falando de arrumar neném e ela falando de religião, que os mocinhos têm que guardar o Santo Antônio no Oratório das mocinhas. Vai entender essa Dona Ciça, melhor passar pro próximo quarto.

Chegamos ao quarto da Cecília que é open food e open bar, cheio de guloseimas, mas o mistério da mãe dela continuou, afinal, toda vez que vamos vê-la, o pai dela coloca a mãe pra tomar banho. Será porque que ele a está escondendo de nós? 

Quando estávamos saindo da pediatria, passa por nós um médico amigo nosso, claro que cantamos pra ele nosso grande sucesso de carnaval "A pipa do Doutor não sobe mais", mas achamos que ele não gostou muito, melhor largar a pipa quieta!!! 

Seguindo o plantão conhecemos uma mãe que também estava no clima de carnaval vestida de onça e que, ao chegarmos, teve uma forte crise de Riso Frouxo, mal conseguia respirar, parecia que tinha visto palhaço. Tivemos que fazer muitos procedimentos para curá-la, ainda bem que estávamos lá. Somos especialistas nisso.

Conhecemos o Samuel, que nos contou uma versão muito maluca da história do Patinho Feio. Diz ele que era um pintinho, que nasceu galinha, transformou em gatinho, virou patinho, cresceu cisne e se casou. 

Ficamos com um parafuso a menos depois dessa e resolvemos partir pro baile de máscaras chamado UTI FOLIA. Foi uma farra! A alegria do bloco contagiou a todos, só não entendi porque todos riam da nossa coreografia do Tchan !!!

Depois de um CarnáPlantão tão movimentado, tivemos que ir embora pra repor as energias. Ainda bem que Carnaval é só uma vez por ano. Ou não? 


Eu sei que esses doutores não veem a hora de chegar o ano que vem!!! Tchau pessoal e até o próximo plantão.

















terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Eu vou... eu vou...pro plantão agora eu vou...parara  ti  bum  parara  ti  bum, eu vou, eu vou...

Dia de sol, três doutoras vermelhinhas e uma rosinha, Malu Kinha, Bitoka, Kaduca e Paçoca montaram em uma moto e assim como pilotas de fuga desnorteadas, seguiram em direção ao sul, quer dizer ao hospital. Imaginem o que elas aprontaram: dancinhas, musiquinhas, gracinhas, muitas inhas, inhos, elas são demais.

Vocês acreditam que quando elas chegaram à pediatria já foram colocando nas bolsas um tanto de pacotinhos para levar embora? As mamães corujas tiveram um trabalhão correndo atrás destas besteirologistas arteiras. Sim sim sim, é claro que elas devolveram os pacotinhos, mas só depois de dar muito chêro, dengo e beijos com sabor de chocolate! É muito amor envolvido!!

Ainda neste plantão, aconteceu uma chamada de emergência lá na maternidade. Isso mesmo que você está pensando, as quatro doutoras foram convocadas para ajudar o pessoal a dar a luz. Dra. Bitoka até subiu na escada! Tudo depende do ponto de vista né?

Então... plantão vai, plantão vem, junta médica e um bonitão no  harém? Pode isso, produção?

Bom, ainda sobrou tempo pra dengar o pessoal da dengue, conhecer a Jujubinha, brincar com a Sofia e tirar casquinha do Kabelin...

Ufa!!!Confusão prá mais de metro...Uma dúvida prá acabar: Onde é o botão de desliga destas doutoras?


                                                  Beijos e até a próxima. 










domingo, 5 de fevereiro de 2017




Esse plantão de sábado iria ser muito instrutivo para os doutores se não fosse a Láisa Vitória, filha da Rogéria, que pôs tudo por água abaixo... Isso porque os doutores estavam aprendendo sobre o melhor lugar do wi fi para mandar recado para a cegonha (jardim, monte de areia da construção, fusca na garagem, pedir ao PM, quarto...) quando a Láisa, de 10 anos (isso mesmo, pessoal, 10 anos) veio com a bomba: Não existe cegonha! Ooooiiii????

Após a frustração, ficamos conhecendo a doce Sofia Cristine, que pediu a dinda para nos contar a história da Pequena Ida, uma menininha que disse aos pais que conversava com as flores e os animaizinhos, mas os pais não acreditaram. Um dia, quando os pais saíram, ela levou todos os moradores do jardim para brincarem com ela dentro de casa. E então.... seus pais chegaram e viram toda aquela festa e passaram a acreditar na Isa. E viveram todos juntos e felizes! Linda, né? A Sofia aproveitou para mandar um beijo para a mamãe Ana Paula. Beijo mandado, viu, bonequinha? 


A gente conheceu o Bernardo, nasceu com 6 meses e meio o danadinho e já estava todo lindo para o orgulho da mamãe, Elenilda. Ela nos contou que a caçula dela tem 15 anos e o Bê não havia sido planejado. Ela disse que havia perdido a mãe há algum tempo e o Bê nasceu justamente no mesmo dia. Claro que o Bê foi um presente da mãe dela, não foi? Que presentão!! Obrigada por dividir essa história conosco. E obrigada por nos deixar fazer parte da história de vocês (ela pediu pra gente tirar um monte de fotos com a gente pra colocar no álbum do Bernardo.... a gente A D O RO U!) 

Fizemos uma cirurgia plástica nesse plantão, Veja o antes e o depois e diga se não ficou linda? 

          

Ah, e quando a gente estava indo embora fomos convidados para o lançamento do Creta lá na Hyundai e, como esporte é saúde, lá fomos nós. Bem que a gente tentou lançar o Creta mas não conseguimos. E a gente resolveu ficar só com o lançamento de disco mesmo. Quem sabe um dia?!

É isso aí, turminha, plantão terminado, hora de filar um chup chup na casa do Dr. Cinquentinha. Huummmm.... Delícia!! Bora?

                                            







 










quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

E começa mais um plantão no Dia Internacional do Riso. Duas doutoras vestiram o sorriso, pegaram a direção do bitoquinha móvel e foram buzinando e mexendo com todos que encontravam pela frente. Será que elas são habilitadas? Acho que não. Por isso mesmo, logo contrataram um manobrista, pagando muito bem, que mal tem? Kkkkkkk .É cada uma!

Bom, na recepção do hospital começou a campanha “Adote o sorriso”, mesmo sem estar sendo filmado. Imagina o tanto de dentes que elas viram? Quase que as doutoras viraram dentista.

Na sala de espera  o riso frouxo contagiou a todos, Dra.Bitoka deu colo e tudo mais. Eita, Eita, Eita. Houve junta de sorriso, sorriso coletivo, de morango, de chocolate, era um tanto de gente fazendo propaganda para colgate total 12,15,28, encontramos até um rapazinho que, quando ria, mostrava um furinho. Ficamos pensando como é que ele conseguiu fazer isso.

Na pediatria, atendemos com muitas bolhinhas de amor para o Isaque, o Arthur Miguel, o Luís Gustavo e, claro, a Anna Victória, que nos disse; “quando crescer quero cuidar dos bichinhos”. Será que ela cuida da gente?

Muitos pacotinhos tomando banho de sol, também né, período de férias é assim mesmo. Até pensamos em acompanhá-los, mas não tínhamos levado biquíni. Fica para a próxima.

Já no finalzinho do plantão encontramos a Ana Clara, lá, lá, lá de Pompéu, pediu até um autógrafo das doutoras Bitoka e Malu Kinha, acho que estamos ficando famosas, tem gente, querendo ser igual a gente.

Papo vai, papo vem mais um plantão vai terminando, com muita alegria e sempre cantando:


Ah Ha ha ha ha ha
Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida
Esteja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar
Aah Aha





 






domingo, 15 de janeiro de 2017

Primeiro plantão do ano sendo e já começamos recebendo o carinho do Dr. Jaime. Isso não tem preço. Esse plantão promete!!

Na estação  rodoviária, digo, sala de espera, só havia três pessoas, o ônibus para Pirapama deveria ter passado há pouco tempo... bah!  A caminho da Pediatria, um encontro com o Nei, um doutor que estava fazendo um bico no hospital e, como sempre, nos ajudou em algumas intervenções no plantão.

No postinho, vimos que o nome do nosso "guerreiro" Miguel não estava no quadro, então perguntamos para as enfermeiras e elas nos informaram que ele foi para casa. Ficamos muito felizes pois desde outubro do ano passado estávamos  acompanhando sua recuperação.

O Eduardo saiu da UTI e o encontramos no quarto, alegre e forte .Para comprovar, Dra. Ciba Lena fez o teste do sopro da vaquinha e ele tirou nota  10,  muito melhor que as Dras. Risadinha e Mylú, uma não parava de rir e a outra não parava de lamber a vaquinha. Doutoras esquisitas essas... Além disso, ele conseguiu descobrir uma cárie na dentadura rosa da Dra. Cibalena. Eca, vá escovar direito esses dentes, Dra.

E essas doutoras foram desafiadas pelo Otávio. Desafio aceito. Modalidade? Bolas de sabão. E ele não é bobo nada, deu um show nas doutoras, fez pegava as bolinhas e as colocava em cima do vidro de fazer bolinha, consegue colocar uma bolinha dentro da outra... Puxa, por que não nos ensinaram isso em “Rárvarde”? Assim não teríamos perdido de maneira tão vergonhosa esse desafio. Bora procurar um curso de especialização. E uma terapia para nos tirar dessa frustração, né? hehehe

Pra finalizar com chave de ouro, o Gael teve a alta feita pela Dra. Mylú. Felizes da vida, terminamos assim nosso primeiro plantão de 2017 com a certeza de que esse vai ser um ano ímpar na nossa vida!!

Até o próximo plantão, turminha!